Última hora

Última hora

Templários não eram hereges, relelam documentos do Vaticano

Em leitura:

Templários não eram hereges, relelam documentos do Vaticano

Tamanho do texto Aa Aa

A Vaticano abriu os arquivos secretos e revelou um segredo com 700 anos – os documentos do julgamento dos Templários. O processo contra a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo data dos princípios do século XIV, pode ser agora conhecido e apresenta uma nova versão da história, que custa 5 mil e 900 euros por exemplar. Afinal, é falso que o Vaticano tenha considerado os Templários como uma ordem heréctica, ou seja, contra os dogmas da Igreja Católica.

Voltando um pouco atrás na História, os Templários foram criados para defender os interesses e proteger os peregrinos cristãos na Terra Santa. Mas o rei de França, Filipe IV, o Belo, que tinha dívidas monstruosas ao Vaticano, iniciou perseguições violentas contra os Cavaleiros, tendo por base acusações de heresia, ritos obscenos de iniciação, sodomia e a suspeita de que os Cavaleiros da Ordem de Cristo cuspiam na Cruz….

Uma especialista explica que o resultado foi um julgamento em que o Papa Clemente V deu ordens de dissolução da Ordem, que nunca mais conseguiu recuperar.

A real versão da História é agora a de que o fim dos Templários foi ordenado pelo Papa, mas o Sumo Pontífice jamais os condenou e as acusações de heresia foram oficialmente afastadas.