Última hora

Em leitura:

Cidadãos europeus testam a democracia da União


mundo

Cidadãos europeus testam a democracia da União

Um exercício de democracia em Bruxelas para cidadãos provenientes dos 27 estados membros da União Europeia. A iniciativa partiu do movimento Europa-Amanhã que pretende colocar face a face cidadãos comuns para discutuir de temas europeus sem os vícios da política. Quatrocentas pessoas sentaram-se no lugar dos deputados e trocaram ideias sobre temas que interferem nas suas vidas quotidianas uma experiência numa antes realizada e que enche de entusiasmo o seu organizador.

O professor James Fishkin da Universidade de Stanford defende que é preciso dar voz à população europeia para que dos 500 milhões de cidadãos cada um saiba que o seu voto conta. “Escutarmo-nos uns aos outros, obter a devida informação sobre os assuntos, obter respostas, compreender diferentes pontos de vista. O problema aqui é saber se isso é possivel neste contexto de 27 países e 23 línguas. É por isso que trazer as pessoas ao parlamento, permite que elas pensem juntas e se compreendam umas às outras nas suas perspectivas, nos seus conhecimentos nos seus interesses. Nunca tinha sido feita uma coisa assim”

A reunião de cidadãos europeus no Parlamento começou sexta-feira e termina manhã, três dias para testar a comunicação e o conhecimento que estes vizinhos têm uns dos outros e do espaço europeu.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Muçulmanos celebram o fim do Ramadão