Última hora

Última hora

Rice promove encontro com activistas direitos humanos em Moscovo

Em leitura:

Rice promove encontro com activistas direitos humanos em Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Condoleeza Rice foi a Moscovo falar com líderes de organizações russas de direitos humanos, depois do fracasso nas negociações sobre o sistema antimíssil. É a última manobra da Casa Branca na guerra de nervos entre a Rússia e os Estados Unidos por causa do escudo anti-míssil que os norte-amricanos querem instalar em duas antigas repúblicas soviéticas, a Polónia e a República Checa.

Rice encontrou-se na embaixada norte-americana de Moscovo com os líderes de oito organizações que denunciaram um clima de terror na Rússia.

A líder do Grupo de Helsínquia, Lyudmila Alexeyeva, considera que se nos anos 90 o país entrou na democracia com erros, a partir de 2000 tem sido construído um regime autoritário que é o actual. Por isso, os direitos politicos, civis, sociais democratas são afectados.

De referir no entanto que apesar de tudo, Vladimir Putin goza de uma forte popularidade na Rússia e que é muito raro serem públicas as posições adversárias à do Kremlin em território russo.

De qualquer forma, a democracia e os direitos humanos estão a servir de arma de arremesso dos norte-americanos nas negociações para a instalação do escudo e radar anti-mísseis. As autoridades russas ainda não relembraram que são os Estados Unidos quem aplica a pena de morte.

A Rússia considera as intenções norte-americanas como uma ameaça aos interesses estratégicos de Moscovo, já ameaçou retirar-se do Tratado de Mísseis de Curto e Médio Alcance e tomar medidas que neturalizem o sistema de defesa anti-míssil caso venha a ser construído na Europa.