Última hora

Última hora

Ameaça de atentado não impede Putin de viajar a Teerão

Em leitura:

Ameaça de atentado não impede Putin de viajar a Teerão

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da ameaça de atentado, Vladimir Putin confirmou que vai a Teerão para discutir o controverso programa nuclear iraniano. O presidente russo encontra-se de visita à Alemanha desde domingo. Em Wiesbanden, ao lado da chanceler Angela Merkel, anunciou porque não vai anular a visita face a informações veiculadas pela agência de notícias russa Interfax.

“Claro que vou ao Irão, porque se desse ouvidos sempre que existem ameaças e recomendações nunca saíria de casa. Eles têm que fazer o seu trabalho e nós, com a senhora chanceler – e os outros meus colegas, temos que prosseguir com as nossas obrigações”, anunciou Putin.

Naquela que será a primeira viagem de um dirigente máximo do Kremlin ao Irão, depois de Josef Estaline em 1943, Vladimir Putin vai participar na cimeira dos países do mar Cáspio.

Quem já chegou a Teerão foi o presidente do Cazaquistão Nursultan Nazarbayev. As autoridades iranianas consideram que as informações sobre o atentado não passam de guerra psicológica levada a cabo pelos países ocidentais para tentar anular a visita de Putin.