Última hora

Última hora

Crise em torno do A380 ainda não chegou ao fim

Em leitura:

Crise em torno do A380 ainda não chegou ao fim

Tamanho do texto Aa Aa

A entrega do primeiro A380 ainda não significa o fim da crise em torno do “super-jumbo” da Airbus. Depois dos problemas industriais que levaram, na Primavera de 2005, ao anúncio do primeiro atraso nas entregas, a construtora aeronáutica europeia passará por um importante teste, o cumprimento das encomendas previstas até ao fim de 2009.

Os sucessivos atrasos no A380 obrigaram a um plano de economias que previa a supressão de 10.000 empregos e o fecho de várias fábricas na Europa. Os protestos de trabalhadores e sindicatos não se fizeram tardar. Outra importante consequência dos atrasos, a queda de um quarto do valor das acções da EADS, a “casa-mãe” da Airbus, em 2006.

A Autoridade francesa dos Mercados Financeiros investiga actualmente direcção e accionistas por suspeitas de uso de informação privilegiada na venda de acções nos meses anteriores à forte desvalorização. Única boa notícia, o recente anúncio de atrasos nas entregas do Boeing 787 Dreamliner, o grande rival norte-americano do A380.