Última hora

Em leitura:

Optimismo sobre a Cimeira de Lisboa


A redação de Bruxelas

Optimismo sobre a Cimeira de Lisboa

Haverá um Tratado de Lisboa, na Cimeira desta semana, é a convicção dos chefes da diplomacia dos Vinte e Sete, reunidos, esta segunda-feira, em conselho de ministros, no Luxemburgo. A presidência portuguesa da União acredita que vai ser possível chegar a um acordo, sobre o Tratado Reformador, agora que, diz o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, a Polónia demonstrou uma atitude “construtiva e positiva”.

À chegada à reunião, a chefe da Diplomacia polaca, Anna Fotyga, admitiu que ainda havia alguns “pequenos assuntos” a discutir, mas afirmou estar optimista e negou ter novas exigências a fazer. “A única exigência é a Clausula de Ioanina, e estamos próximos de um compromisso”, admitiu. Ioanina é o mecanismo que permite a um pequeno número de países bloquearem temporariamente uma decisão. Uma forma, estima Varsóvia, de compensar o peso relativo perdido com o novo sistema de voto, previsto no Tratado.

No entanto, a presidência portuguesa deverá ser confrontada a outras exigências: a Itália não concorda com a nova repartição dos assentos no Parlamento Europeu; a República Checa insiste na possibilidade de um Estado membro obrigar a Comissão Europeia a retirar uma proposta de directiva, e a Bulgária quer poder escrever “euro” em alfabeto cirílico, no qual a letra “U” não existe.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Próxima legislatura com menos eurodeputados