Última hora

Zapatero rejeita referendo sobre futuro do País Basco mas Ibarretxe insiste

Em leitura:

Zapatero rejeita referendo sobre futuro do País Basco mas Ibarretxe insiste

Tamanho do texto Aa Aa

José Luis Rodríguez Zapatero reiterou a oposição do governo espanhol à proposta de um referendo sobre o futuro político do País Basco avançada por José Juan Ibarretxe. No entanto, após o encontro com o primeiro-ministro espanhol em Madrid, o chefe do executivo regional basco continua a defender a realização da consulta popular.

Zapatero sublinhou que a via do referendo só pode ser autorizada pelo Estado, afirmando que “é claro como a água” que o governo basco “não pode convocar nenhuma consulta, ainda que não tenha valor vinculativo”. Num tom imperativo, acrescentou que “não se pode e não se vai fazer”.

Ibarretxe defende a “legalidade e legitimidade democrática” do plano e diz que “é difícil de perceber” como Madrid dialogou no passado com o ilegalizado Batasuna e com a ETA e recusa agora negociar com Vitoria. O chefe do governo basco considera que “a questão não está de todo encerrada” e que a oferta para chegar a um acordo “continua em aberto e na agenda”.

O executivo de Vitoria propõe um “pacto político” com o governo central para convocar conjuntamente o referendo. Senão, pretende convocar unilateralmente a consulta não vinculativa em 2008 como passo prévio para um referendo com “validez jurídica” em 2010.