Última hora

Última hora

Portugal evoluiu com integração na UE mas há ainda muito por fazer

Em leitura:

Portugal evoluiu com integração na UE mas há ainda muito por fazer

Tamanho do texto Aa Aa

As obras públicas são talvez o símbolo mais visível da integração de Portugal na União Europeia. As infra-estruturas rodoviárias triplicaram desde a adesão, há 21 anos. O sector imobiliário conheceu também um “boom” desde o dia 01 de Janeiro de 1986.

Mas será que a população se apercebe da importância da União na sua vida de todos os dias. Margarida Marques, chefe da representação da Comissão Europeia em Lisboa diz que sim.

“É preciso ter consciência de que no momento da adesão havia 120 quilómetros de auto-estrada, hoje há mais de 2000 quilómetros de auto-estrada. É evidente que quando as pessoas viajam vêem as estrelinhas e percebem que tem qualquer coisa a ver com a União Europeia.”

Margarida Marques considera a integração europeia
“é uma história de sucesso para Portugal. Não significa isto que não haja ainda progressos imensos a fazer, designadamente no que diz respeito à educação e à formação profissional.¨

O abandono escolar representa um dos principais problemas em Portugal. Apenas 56 por cento dos jovens com idades entre os 14 e os 25 anos terminam o ensino secundário ou superior, contra 63 por cento na União Europeia dos Vinte e Cinco, ou seja sem a Roménia e a Bulgária.

No plano das novas tecnologias de comunicação, os jovens portugueses estão ainda abaixo da média dos Vinte e Cinco.