Última hora

Última hora

Polónia prepara-se para infligir derrota a gémeos Kaczynski

Em leitura:

Polónia prepara-se para infligir derrota a gémeos Kaczynski

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia vai este domingo às urnas para eleições legislativas antecipadas e, segundo as sondagens, prepara-se para infligir uma derrota ao partido no poder.

O ex-presidente polaco e Prémio Nobel da Paz, Lech Walesa, afirma que este é o escrutínio mais importante desde a queda do comunismo e os eleitores têm a obrigação moral de ir votar.

Após dois anos de governo atribulado e do colapso da coligação, o Partido Lei e Justiça (Pis) dos gémeos Kaczynski está em desvantagem face aos liberais da Plataforma Civica liderados por Donald Tusk. Segundo as últimas sondagens publicadas, a desvantagem é entre quatro e 17 por cento.

Nas ruas as opiniões divergem: Um habitante de Varsóvia afirma que vai votar na Plataforma Cívica de Donald Tusk, porque gosta do programa e considera os membros pessoas decentes. Outra garante que vai votar no “Partido Lei e Justiça porque são uma lufada de ar fresco”.

Numa campanha eleitoral agressiva, os conservadores, eurocépticos, recorreram aos argumentos nacionalistas. Os liberais prometeram melhores relações com os parceiros europeus e um “milagre económico”.