Última hora

Última hora

EUA pedem à Turquia que trave possível incursão imediata no norte do Iraque

Em leitura:

EUA pedem à Turquia que trave possível incursão imediata no norte do Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos pediram à Turquia para esperar mais alguns dias até desencadear um possível ataque contra os rebeldes do PKK no norte do Iraque. O pedido surgiu na sequência de uma reunião de emergência entre o presidente, o primeiro-ministro e o comandante geral das forças armadas, para definirem uma resposta ao ataque curdo que vitimou 17 soldados turcos. Na emboscada ficaram ainda feridos 16 militares.

Trata-se do ataque mais mortífero perpetrado pelos rebeldes e surge quatro dias depois do parlamento turco ter aprovado uma incursão no norte do Iraque em caso de necessidade.

O Curdistão ocupa uma área de 500 quilómetros quadrados e entra por cinco países Turquia, Iraque, Irão, Síria e Arménia. É rica em petróleo, e é povoada pela maior etnia sem Estado do mundo. São no total mais de 26 milhões de habitantes.

Segundo as autoridades, haverá nas montanhas do norte do Iraque perto de três mil rebeldes curdos.

O chefe de governo Tayip Recep Erdogan não definiu, oficialmente, um calendário para a incursão mas avisa que o país está disposto a pagar o preço que for preciso para proteger a união do país.

Em Istambul, começam a multiplicar-se as manifestações de apoio ao governo e contra os separatistas.