Última hora

Última hora

Europa aliviada com vitória de Tusk

Em leitura:

Europa aliviada com vitória de Tusk

Tamanho do texto Aa Aa

Muitos líderes europeus respiraram de alívio com a derrota dos conservadores polacos este domingo. O grande vencedor das legislativas, o candidato da Plataforma Cívica Donald Tusk era o homem mais apetecido para dialogar com a UE. Tusk, o provável novo primeiro-ministro, tem ainda que prepar uma coligação como partido dos camponeses para governar.

Agora que os irmãos Kaczynski vão deixar de levantar obstáculos à UE, o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso mostra-se optimista: “os meus parabéns a Donald Tusk, eu conheço-o bem, conheço as suas convicções europeias e empenho. Tenho a certeza que vamos continuar uma muito boa cooperação com o novo Governo da Polónia. Nunca tive dúvidas sobre o empenho do povo polaco em relação à Europa e à democracia”, declarou Barroso.

Em dois anos de poder os irmãos Kaczinski foram imprevisíveis e a Polónia utilizou com frequência o seu direito de veto no seio da UE. Foi o que aconteceu em dossiês como o da proclamação de um dia europeu dedicado à pena de morte, e sobretudo durante as negociações sobre o tratado que vai substituir a constituição europeia, cuja assinatura foi finalmente conseguida na última sexta-feira em Lisboa.

Os polacos fecharam de forma inequívoca um ciclo politico que ficou marcado por grandes divisões na Polónia. O Voto em massa na oposição liberal assegurou 209 dos 460 assentos da Camara Baixa do parlamento à Plataforma de Donald Tusk.