Última hora

Última hora

Prémio Sakharov distingue sudanês

Em leitura:

Prémio Sakharov distingue sudanês

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu atribuiu o prémio Sakharov ao advogado sudanês Salih Mahmoud Osman, pelo trabalho em favor das vítimas da guerra civil no Sudão. A escolha foi unânime.

Com 50 anos, Osman faz parte da Organização Sudanesa contra a Tortura e tem trabalhado para apoiar todos os que são perseguidos apenas porque criticam o governo ou pertencem à etnia errada.

“As organizações internacionais e os governos estão sempre a fornecer assistência humanitária às vítimas nos campos e noutras áreas mas esperamos que a União Europeia possa tomar conta dos assuntos de protecção dos civis de uma forma mais satisfatória. Repito, gostaríamos que a União Europeia contribua para o processo de paz e para a questão da justiça e das responsabilidades”, disse o galardoado.

Estima-se que depois 2003, o conflito no Darfur provocou mais de 200 mil mortos e dois milhões e meio de refugiados.

A luta de Osman pela justiça no Sudão custou-lhe caro. Cumpriu sete meses de prisão sem acusação e processo e familiares foram assassinados, torturados ou violados.