Última hora

Última hora

BPI e BCP vão formar maior banco português

Em leitura:

BPI e BCP vão formar maior banco português

Tamanho do texto Aa Aa

Em Portugal, está em vias de ser criado o maior banco do país e terceiro maior da Península Ibérica.

O Millenium BCP tem 20 dias para aceitar a proposta de fusão lançada pelo Banco Português de Investimento, que supõe a criação de um novo banco, baptizado Millenium BPI.

Fernando Ulrich, presidente do BPI, explica: “Com esta proposta, pretende-se a criação de um banco português, independente, multi-doméstico e com centro de decisão em Portugal”.

O novo banco sobe ao pódio dos maiores bancos ibéricos, com activos no valor de 125 mil milhões de euros, atrás do Santander e do BBVA. BCP e BPI, somados, têm 1500 agências e um quadro de 18.000 empregados.

A iniciativa do BPI chega meses depois de ter rejeitado uma OPA hostil lançada pelo Banco Comercial Português. Do lado do Millenium BCP, ainda não há reacção oficial, mas sabe-se que o presidente Jardim Gonçalves começou já uma série de contactos para convencer os accionistas a aceitar a proposta.

O BPI, que aproveita a situação de fragilidade do maior banco privado português, oferece uma acção por cada duas do BCP, o que representa um prémio apenas ligeiramente superior à cotação de fecho de quinta-feira.

Os dois bancos vão partilhar o poder nos órgãos de gestão, com o BCP a nomear o presidente do Conselho de Administração e o BPI a dar ao grupo um presidente executivo.