Última hora

Última hora

Entram em vigor sanções impostas por Israel à Faixa de Gaza

Em leitura:

Entram em vigor sanções impostas por Israel à Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

A Faixa de Gaza já começou a sentir os efeitos das sanções impostas por Israel. A Autoridade Nacional Palestiniana confirmou a redução em 40 por cento, este domingo, do abastecimento de combustível à Faixa de Gaza, em conformidade com a sua nova política de sanções pelos disparos de mísseis contra o seu território.

Nidal Sarsawi, residente em Gaza, explica que “a decisão de cortar o abastecimento afecta toda a indústria palestiniana e a vida de todos os dias. Tudo depende da gasolina e do petróleo portanto tem um grande impacto e vai paralisar completamente a vida na Faixa de Gaza.”

No dia 19 de Setembro, o governo israelita decidiu qualificar a Faixa de Gaza, controlada desde Junho pelos islamitas do Hamas, como “entidade hostil”, devido à continuação dos disparos de mísseis palestinianos contra o seu território.

O movimento islâmico considera estas sanções como um “crime de guerra” contra o povo palestiniano.

O ministro da Defesa israelita, Ehud Barak, aprovou esta semana um plano de sanções contra a Faixa de Gaza que inclui a interrupção da electricidade e do abastecimento de combustível sempre que caia um míssil em Israel.

Desde a tomada do controlo da Faixa de Gaza em Junho pelo Hamas, um milhar de mísseis e obuses de morteiro foram disparados contra Israel.