Última hora

Última hora

Belgas em buscas do fim da crise

Em leitura:

Belgas em buscas do fim da crise

Tamanho do texto Aa Aa

A crise belga dura há 142 dias e os ultimatos surgem agora de todos os lados. Depois do fracasso de várias tentativas de acordo para formar governo, as negociações entre democratas-cristãos, liberais flamengos e francófonos entram numa fase delicada.

O lider flamengo Yves Leterme expressou a vontade de concluir um acordo sobre o programa geral de um novo executivo deixando de fora os polémicos pontos sobre a reforma federal e da região de Bruxelas-Halle-Vilvoorde.

Bart Somers do partido flamengo VLD considera que “se conseguirem um acordo de governo para quarta-feira, sobre todos os pontos, deixando de lado o orçamento e os assuntos comunitários todas as formações politícas estarão mais motivadas para aceitar um princípio de proposta, mesmo os francófonos. Não podemos continuar neste círculo eternamente”.

A estratégia de Yves Leterme que lidera as negociações é fixar um calendário de reformas institucionais e conseguir antes de mais fazer avançar um novo governo.
As negociações têm bloqueado em temas como o emprego e a recolha de impostos exigida pelos flamegos que os valões rejeitam. Um acordo nestas áreas permitiria a Leterme enfrentar mais solidamente a questão crucial sobre o reforço da autonomia da Flandres reclamada pelos partidos flamengos.