Última hora

Última hora

Tusk abre as hostilidades contra Kaczynski

Em leitura:

Tusk abre as hostilidades contra Kaczynski

Tamanho do texto Aa Aa

A vitória da Plataforma Cívica, nas eleições polacas do passado dia 21, parece ser sinónima de uma Polónia mais cooperante no plano europeu. Donald Tusk é um europeísta convicto, mas o futuro primeiro-ministro terá de gerir as diferenças com o presidente Kaczynski.

A começar pela Carta dos Direitos Fundamentais, que Tusk já fez saber que Varsóvia ratificará. Um instrumento que os irmãos Kaczynski tinham exigido que não fosse vinculativo para a Polónia. Conservadores, receiam que a Carta possa facilitar a legalização do aborto ou do casamento homossexual.

Na Cimeira de Lisboa, à semelhança do Reino Unido, a Polónia conseguira um regime de excepção, nesta matéria. Donald Tusk espera discutir a questão com o presidente Kaczynski, assim que for nomeado primeiro-ministro, o que deverá acontecer no próximo dia 5.

O líder da Plataforma Cívica defende também uma rápida adesão da Polónia ao euro. Vários dirigentes europeus esperam que a Polónia possa, doravante, ocupar na Europa o lugar que merece. Segundo as estatísticas, a população polaca é das mais europeístas da União.

No entanto, Tusk não terá a vida facilitada. O presidente Lech Kaczynski já avisou que vetará todas as decisões que não considere adequadas.