Última hora

Última hora

Roma facilita expulsão de criminosos provenientes da UE

Em leitura:

Roma facilita expulsão de criminosos provenientes da UE

Tamanho do texto Aa Aa

A violação de uma mulher na períferia de Roma inflama os ânimos contra a comunidade romena. Um emigrante romeno é o primeiro suspeito do ataque a uma mulher de 47 anos,violentamente agredida e que agora se encontra entre a vida e a morte. O corpo foi encontrado inanimado perto da via férrea, uma testemunha assegura ter visto o homem lançá-lo da passagem aérea, perto da estação onde a vítima teria desembarcado.

Através deste testemunho a polícia identificou o suspeito que habitava nesta barraca num bairro degradado da períferia de cidade. À comunidade romena é atribuida uma elevada percentagem de crimes e delitos em Roma, o presidente da Camara, Walter Veltroni quer que a questão seja levantada a nível europeu porque considera que é difícil fazer parte da Europa e aceitar um fluxo migratório como o da Roménia.

Da parte do governo, Romano Prodi diz que telefonou ao seu homólogo romeno que lhe garantiu “total disponibilidade para reforçar a colobaração com o serviço policial, os serviços secretos e o sistema judicial”.

O governo tinha já em preparação uma lei para poder expulsar emigrantes da União Europeia condenados por crimes, o executivo vai agora apressar o procedimento e criar um decreto com aplicação dentro de 24 horas.
No início do mês de Outubro numa manifestação os romenos rejeitaram a criminalização de toda a comunidade.