Última hora

Última hora

Euromed discute código de conduta euromediterrânico contra o terrorismo

Em leitura:

Euromed discute código de conduta euromediterrânico contra o terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

A luta contra o terrorismo é uma causa euromediterrânica. Os atentados não poupam nem Espanha, nem Reino Unido nem tão pouco Marrocos. Daí a necessidade de unir esforços entre as duas margens do Mediterrâneo.

Esta segunda e terça-feira, em Lisboa, os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia e da bacia mediterrânica vão tentar relançar o código de conduta euromediterrânico contra o terrorismo, decidido em 2005, mas nunca formalizado.

A próxima etapa é concentrar esforços nas questões técnicas, como o reforço da cooperação em matéria judicial e, sobretudo, a melhoria das medidas de segurança no mar, incluindo no que respeita ao transporte de mercadorias.

O código de conduta foi aprovado no quadro do Euromed, que reúne a União Europeia e pelos países do Norte de África – excepto à Líbia, que apenas tem estatuto de observador neste fórum.

O problema é que Israel e os países árabes não conseguem chegar a acordo sobre a própria definição de ‘terrorismo’.

A reunião da próxima semana será também a ocasião de rediscutir o processo de paz israelo-plestiniano. Estão revistas várias reuniões para preparar a conferência sobre o Médio Oriente, que os Estados Unidos vão organizar ainda este ano.