Última hora

Última hora

Argumentistas ameaçam paralizar Hollywood

Em leitura:

Argumentistas ameaçam paralizar Hollywood

Tamanho do texto Aa Aa

O sindicato de argumentistas de cinema e televisão dos Estados Unidos anunciou uma greve a partir de segunda-feira, a primeira em duas décadas. A decisão ameaça paralizar a poderosa indústria audiovisual norte-americana.

O presidente do Writer’s Guild of America, Patric Verrone, diz que votaram “unanimamente” na mobilização, que “terá efeito a partir das 12 horas e um minuto do dia 5 de Novembro”.

Os argumentistas reclamam uma quantia maior dos direitos de autor sobre vendas de DVDs e uma fatia sobre as obras transmitidas na Internet e telemóveis.

John Bowman, do comité de negociações do sindicato, explica que “qualquer negócio lida com ambiguidade e a ideia de ter pessoas a trabalhar de graça não é aceitável”.

Os actores mostram-se solidários. Denzel Washington diz que “têm direito a lutar” e espera “que se resolva rapidamente, pois a indústria não precisa de uma greve prolongada”.

A acção de protesto acontece após mais de três meses de negociações infrutíferas entre o sindicato de argumentistas e os estúdios de Hollywood e ameaça “talk-shows”, filmes e séries de televisão.