Última hora

Última hora

Operação anti-terrorista europeia detém 17 pessoas

Em leitura:

Operação anti-terrorista europeia detém 17 pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Dezassete pessoas foram detidas no âmbito de uma operação anti-terrorista à escala europeia desencadeada esta madrugada pela justiça italiana. Em Milão e noutras três cidades do norte de Itália, a polícia deteve onze pessoas. Os detidos são suspeitos de pertencer a uma rede terrorista islâmica que preparava ataques no Iraque e no Afeganistão. Possuem na sua maioria nacionalidade argelina e tunisina.

As detenções derivam de um mandado de captura europeu lançado pelo Ministério Público de Milão. A operação estendeu-se a outros países, França, Grã Bretanha e Portugal onde a Polícia Judiciária anunciou a detenção de um indíviduo de origem magrebina no Porto.

Segundo o Ministério da Administração Interna, um dos indivíduos procurados já estava referenciado em Portugal. O suspeito deverá comparecer amanhã diante do juiz. A investigação que conduziu às detenções de hoje começou em 2003. Armando Spataro, chefe do Departamento anti-terrorista da Procuradoria de Milão afirma que “a legislação existente é suficiente” e que a polícia italiana possui uma especialização na área do terrorismo”.

Segundo as autoridades italianas, os suspeitos encontravam-se na posse de veneno, detonadores e manuais sobre guerra de guerilha. Os detidos são ainda suspeitos de crimes de imigração ilegal, falsificação de documentos e contrabando.