Última hora

Última hora

Continua por reivindicar o atentado no norte do Afeganistão

Em leitura:

Continua por reivindicar o atentado no norte do Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 50 pessoas morreram, esta terça feira, no norte do Afeganistão na sequência de um atentado suicida. Tudo aconteceu pouco depois do meio dia – hora local – quando uma delegação parlamentar se preparava para efectuar uma visita a uma refinaria de açucar.

Entre as vitimas estão crianças, mulheres e seis deputados. Mustafa Kazimi, o líder da oposição é uma das vitimas mortais deste ataque.

O atentado deu-se em Pul-I-Khumir, na província de Baghlan a cerca de centena e meia de quilómetros a norte de Kabul. Uma região que tinha, até agora, resistido à onda de violência que assola o Afeganistão, desde a queda do regime talibã em 2001.

Fontes hospitalares dão conta de pelo menos 120 feridos, a maioria dos quais crianças. Os talibã já recusaram qualquer envolvimento no ataque.