Última hora

Última hora

Donald Tusk quer a Polónia de regresso aos carris da União Europeia

Em leitura:

Donald Tusk quer a Polónia de regresso aos carris da União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia quer virar a página da confrontação entre os gémeos Kaczinski e a União Europeia. A garantia foi dada pelo futuro primeiro-ministro, Donald Tusk, a Durão Barroso, de visita à Polónia para receber um doutoramento honoris causa na universidade de Varsóvia.

O presidente da Comissão Europeia, lembrou que a Polónia, “é um dos maiores accionistas dasociedade que é a União Europeia, e por isso tem de tratar a Europa não como eles, mas como nós”.

Vencedor das eleições de Outubro, Donald Tusk quer que a Polónia siga o caminho da Irlanda em termos de aceleramento económico dentro da União, tendo deixado desde já claro o seu apoio ao grande desafio dos 27. “É importante para a Polónia e para os outros países europeus que se ratifique o tratado europeu, é a nossa prioridade, mesmo que existam dificuldades”.

As dificuldades chamam-se Lech Kasczinski, o presidente e gémeo do primeiro-ministro derrotado, está contra a aprovação da carta dos direitos fundamentais. Ultra-conservador e ultra-católico o presidente, que recebeu Durão Barroso, teme que o documento abra caminho ao casamento entre homossexuais ou à despenalização do aborto.

O chefe de Estado, cujos poderes são limitados, promete ser um entrave às aspirações europeístas de Tusk. O novo primeiro-ministro deverá submeter ao voto do parlamento o seu governo de coligação, no próximo dia 14.