Última hora

Última hora

Bruxelas prevê deaceleração na Eurozona

Em leitura:

Bruxelas prevê deaceleração na Eurozona

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia prevê para a Zona Euro um abrandamento do crescimento económico. Bruxelas publicou hoje o relatório semestral de previsões económicas, que apontam para um crescimento que deve superar as expectativas, este ano, ao atingir os 2,6% mas os próximos dois anos vão assistir a uma desaceleração. O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Joaquín Almunia, fala dos problemas: “É importante analisarmos as incertezas, quando fazemos este exercício de previsões. A situação deve-se às condições financeiras, mais apertadas, e a uma quebra na confiança, resultado dos problemas nos mercados financeiros que começaram em Agosto”.

O crescimento deste ano não é uniforme em toda a Eurozona: se a Eslovénia tem a taxa mais elevada, seis por cento, Portugal tem a mais baixa – 1,8%. A França, segunda maior economia da Zona Euro, está também entre os países de mais baixo crescimento.

O valor, referente ao conjunto dos Treze, deve abrandar, no próximo ano, para os 2,2% e em 2009 para os 2,1%. O nível do crescimento continua assim a baixar, depois de no ano passado ter atingido os 2,8%.

A comissão prevê ainda uma queda no desemprego e uma subida nos salários. Quanto à inflação, o valor deve ultrapassar, ainda este ano, a meta de 2% fixada pelo Banco Central Europeu. O BCE deve manter as taxas de juro estáveis e só no próximo ano deve haver uma mudança no preço do dinheiro.