Última hora

Última hora

Presidenciais e referendo sobre parlamentares previstas para Janeiro

Em leitura:

Presidenciais e referendo sobre parlamentares previstas para Janeiro

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de várias manifestações, o presidente georgiano anuncia eleições presidenciais antecipadas e propõe referendar as legislativas no mesmo dia. Mikhail Saakashvili propõe que o acto eleitoral se realize a cinco de Janeiro e desafia a oposição a provar aquilo que vale. As eleições parlamentares tinham sido adiadas da Primavera para o Outono a pedido do chefe de estado. Uma decisão muito contestada pela oposição.

David Usupashvili, líder do Partido Republicano afirma que esta é “uma vitória do povo”. O dirigente da oposição considera que a imagem do país está manchada mas acredita que após a resolução da crise o mundo voltará a olhar para Geórgia com optimismo.

O comício desta quarta feira, em Tblissi, organizado pela oposição terminou em violência, após a intervenção da polícia. Saakachvili acusou a Rússia de estar por detrás dos protestos. Três diplomatas foram expulsos do país.

Na resposta o ministro dos Negócios Estrangeiros russo nega qualquer envolvimento nos assuntos internos da Geórgia. Para Mikhail Kamynin trata-se de uma tentativa do governo de Saakashvili disfarçar a incompetência para resolver os problemas no país.

A oposição ao presidente da Geórgia decidiu, entretanto, suspender as acções de protesto. Fontes do governo, admitem que o estado de emergência imposto pelo governante possa ser levantado nas próximas 48 horas.