Última hora

Última hora

Desastre ambiental após naufrágios no Estreito de Kerch

Em leitura:

Desastre ambiental após naufrágios no Estreito de Kerch

Tamanho do texto Aa Aa

Uma forte tempestade provocou o naufrágio de cinco navios e um desastre ecológico no Estreito de Kerch, ponto de passagem entre o Mar Negro e o Mar de Azov.

O acidente com trágicas consequências ambientais aconteceu de madrugada, quando um petroleiro russo se partiu em dois junto ao porto de Kavkaz, vertendo entre 1200 e 2000 toneladas de petróleo.

As autoridades russas falam numa “catástrofe ambiental bastante grave”, com a “contaminação do Estreito de Kerch”. Os trabalhos de limpeza poderão demorar meses ou mesmo anos, se o petróleo vertido assentar no fundo do mar.

Ventos de até cem quilómetros por hora e vagas de cinco metros converteram a zona numa “armadilha” para as embarcações.

Um navio georgiano que transportava sucata afundou-se em frente ao porto ucraniano de Sebastopol. Quinze dos seus dezassete tripulantes estão desaparecidos.

Junto ao porto russo de Kavkaz, naufragaram ainda outros três navios, dois dos quais carregados com vários milhares de toneladas de enxofre. A carga está aparentemente intacta.

Os tripulantes das embarcações russas terão escapado todos ilesos.

As condições extremamente adversas na enseada junto ao porto russo colocaram vários outros navios em apuros, obrigando a rebocar para mar aberto cerca de quarenta embarcações.