Última hora

Última hora

Bloco liberal espera vitória nas legislativas dinamarquesas

Em leitura:

Bloco liberal espera vitória nas legislativas dinamarquesas

Tamanho do texto Aa Aa

Os dinamarqueses votam hoje em legislativas antecipadas que poderão permitir ao centro-direita continuar a governar. O primeiro-ministro cessante, Anders Fogh Rasmussen, convocou as eleições 15 meses antes do previsto, tirando partido de uma economia florescente e do fim da participação dinamarquesa no Iraque, como desejava a população.

Ao contrário de 2005, a oposição está mais unida do que nunca e as últimas sondagens atribuem apenas mais 2 ou 3 assentos parlamentares à coligação governamental do que aos opositores de centro-esquerda. O debate eleitoral esteve centrado no Estado-providência e na imigração.

A candidata da oposição Thorning Schmidt comprometeu-se a melhorar o serviço público e afirma que os dinamarqueses terão de optar entre baixa de impostos ou estado providência.

Se ganhar as eleições, Rasmussen poderá ter de juntar numa mesma coligação os aliados da extrema-direita anti-imigração e um novo partido centrista liderado por Naser Khader, um dinamarquês de origem síria e de fé muçulmana que defende melhor tratamento para os refugiados.

Khader afirmou que apoia Rassmussen apesar de estar em desacordo com as ideias do Partido do Povo Dinamarquês que baseou a campanha na estigmatização da imigração oriunda de países muçulmanos.