Última hora

Última hora

Demissão do vice-chanceler e ministro alemão do Trabalho

Em leitura:

Demissão do vice-chanceler e ministro alemão do Trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

Franz Munterfering está de saída do governo alemão. O número dois do executivo e ministro do Trabalho, um social-democrata, evoca razões familiares para se demitir dos dois cargos. A sua mulher sofre de cancro há vários anos. Mas a saída de Munterfering, um próximo aliado do antigo chanceler Schroeder, ocorre num período difícil. Saiu politicamente debilitado do último Congresso do SPD, em Outubro, onde entrou em confronto com o líder dos sociais-democratas, Kurt Bek. Além disso, a coligação governamental, composta pelo SPD e a CDU-CSU, tem dificuldade em ultrapassar as divergências sobre diversos temas sociais, como o salário mínimo nacional.

Com a saída de Munterfering, Angela Merkel vê-se obrigada a realizar uma pequena remodelação do executivo. Segundo os rumores, Frank-Walter Steinmeier vai acumular o posto de vice-chanceler com a pasta dos Negócios Estrangeiros.

Para o lugar de ministro do Trabalho, o SPD terá escolhido Olaf Scholz. O antigo secretário-geral do partido, com 49 anos, tem até agora sido o porta-voz dos sociais-democratas em algumas comissões parlamentares de política interna.