Última hora

Última hora

Autoridades paquistanesas detêm mais um líder da oposição

Em leitura:

Autoridades paquistanesas detêm mais um líder da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

Imran Khan é o último líder da oposição paquistanesa a ter sido detido. Após uma semana de clandestinidade, a antiga estrela do cricket convertido em político foi detida quando participava num protesto na Universidade de Lahore contra o presidente Musharraf e o estado de emergência. Segundo as autoridades, Khan vai ser acusado de incitamento à rebelião armada.

Cada vez mais pressionado, sobretudo, pelos Estados Unidos, para levantar o estado de emergência, o presidente paquistanês usou várias entrevistas a meios de comunicação internacional para justificar a medida. Segundo Musharraf este é único meio para garantir a realização de eleições pacíficas. Pervez Musharraf revelou também que ponderou demitir-se, mas voltou a trás por pensar ser a única pessoa capaz de conduzir o país para a via democrática.

A nível interno a situação é cada vez mais tensa. Benazir Bhutto, ex-primeira-ministra em prisão domiciliária em Lahore, pôs fim às discussões com o chefe de Estado e tenta agora unir a oposição para afastar Musharraf do poder. Alguns líderes partidários, entre eles Imran Khan, parecem tentados por uma aliança de circunstância.

Entretanto, no terreno os apoiantes de Benazir Bhutto contestam a detenção da chefe do Partido do Povo paquistanês. Um protesto em Karachi terminou com confrontos com a polícia e com várias detenções.