Última hora

Última hora

Rússia abandona última base militar na Geórgia em plena crise com Tbilissi

Em leitura:

Rússia abandona última base militar na Geórgia em plena crise com Tbilissi

Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de mais de dois séculos, a Rússia pôs fim à sua presença militar na Geórgia. Nas últimas horas partiu, rumo à Arménia, o derradeiro comboio com material e soldados da base de Batumi, na costa do Mar Negro. A presença militar russa na Geórgia era mais um motivo de tensão entre os dois países e o fim da retirada ocorre num período de crise.

Moscovo cumpre o acordo assinado com Tbilissi em 2005. A retirada de Batumi fica completa com quase um ano de antecedência. Em Junho, já tinha sido entregue a base de Akhalkalaki.

Mas cerca de dois mil soldados russos vão continuar na Geórgia, integrados nas forças de paz presentes na Abcásia e na Ossétia do Sul. Tbilissi acusa Moscovo de apoiar assim as duas regiões separatistas e de, nos últimos dias, ter mobilizado mais tropas para a Abcásia.

Há muito que a tensão entre os dois países está ao rubro. Num dos últimos episódios, a Geórgia expulsou diplomatas russos, acusando-os de apoiar a oposição, cujos protestos estiveram na origem da instauração do estado de emergência, que deverá ser levantado amanhã.