Última hora

Última hora

Trabalhadores votam prolongamento da greve em França por mais um dia

Em leitura:

Trabalhadores votam prolongamento da greve em França por mais um dia

Tamanho do texto Aa Aa

Ir ou voltar do trabalho vai continuar a ser um pesadelo para os franceses. A grande maioria das assembleias de trabalhadores dos transportes públicos de Paris e da empresa de caminhos-de-ferro francesa decidiu prolongar por pelo menos mais um dia a greve contra a reforma dos regimes especiais.

Os trabalhadores querem manter a pressão e pretendem não ceder sobre a questão da idade da reforma nem sobre o nível das pensões, isto apesar do governo e sindicatos estarem de acordo para encetar negociações tripartidas em cada uma das empresas com regimes especiais.

O governo apela ao fim da greve e ao início das negociações, para as quais fixou um prazo de um mês, mas não abre mão do principal ponto da reforma, o número de anos de descontos. O porta-voz da presidência, David Martinon, afirma que não há nada de novo a dizer, depois do presidente ter apelado ao diálogo e do ministro do Trabalho ter enviado, como pedido, uma carta aos sindicatos.

Esta quinta-feira, apenas circulava tranquilamente quem tinha aderido aos transportes alternativos, todos os outros viviam um pesadelo, mesmo se o número de grevistas foi inferior ao do primeiro dia.