Última hora

Última hora

Sindicato dos ferroviários alemães ameaça fazer greve até ao Natal

Em leitura:

Sindicato dos ferroviários alemães ameaça fazer greve até ao Natal

Tamanho do texto Aa Aa

A tensão aumenta entre o sindicato alemão dos ferroviários e a Deutsche Bahn. Desde esta quarta-feira que o tráfego ferroviário se encontra seriamente perturbado pela paralisação prevista inicialmente até sábado. Na base do protesto está a exigência do sindicato de aumentos salariais na ordem dos 30 por cento. As negociações estão bloqueadas há 10 dias, quando a Deutsche Bahn propôs um aumento de 10 por cento.

Os trabalhadores ameaçam agora prolongar a greve durante o período do Natal, se a companhia não apresentar uma proposta até segunda-feira. No entanto, a administração da Deutsche Bahn não cede e reclama 5 milhões de euros ao GDL, como compensação pelas primeiras greves do sindicato em Julho.

O protesto perturbou 40 por cento do transporte de mercadorias, bloqueando a produção de diversas fábricas e ameaça o escoamento de mercadorias no porto de Hamburgo. Depois de dois dias de caos, que afectaram mais de 5 milhões de pessoas, a opinião pública parece estar menos favorável à greve.
Os economistas mostram-se também preocupados com o evoluir da situação. A Alemanha perde 50 milhões de euros por cada dia de greve, um valor que poderá atingir os 500 milhões de euros se a greve se arrastar por uma semana.