Última hora

Última hora

Putin acusa governos estrangeiros de apoiarem a oposição para enfraquecerem a Rússia

Em leitura:

Putin acusa governos estrangeiros de apoiarem a oposição para enfraquecerem a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com duras críticas aos opositores e com palavras de certeza sobre a vitória nas legislativas de 2 de Dezembro que Vladimir Putin marcou o comício eleitoral, em Moscovo. esta quarta-feira.

Impedido de concorrer a um terceiro mandato presidencial, Putin lidera as listas eleitorais do Rússia Unida para se manter na cena política.

No discurso, o presidente começou por dizer que ganhar em Dezembro significa ganhar também nas presidenciais de Março. Depois vieram os ataques aos governos estrangeiros, que acusa de financiarem a oposição. Putin afirma: “Quem nos confronta não quer ver implementado o nosso projecto, porque os seus objectivos e planos para a Rússia são totalmente diferentes. Eles querem um estado fraco e impotente. Querem uma sociedade desorganizada, desorientada, divida, para que possam aplicar às escondidas os próprios projectos”.

Segundo as sondagens, o Rússia Unida recebe mais de 63% das intenções de voto. Números esmagadores, quando comparados aos 7,3% dos comunistas, o único partido da oposição que deverá conseguir a margem mínima (7% dos votos) para entrar na Douma.