Última hora

Última hora

Ballet contemporâneo perdeu um dos fundadores - o coreógrafo francês Maurice Bèjart

Em leitura:

Ballet contemporâneo perdeu um dos fundadores - o coreógrafo francês Maurice Bèjart

Tamanho do texto Aa Aa

O coreógrafo francês, um dos fundadores da dança contemporânea, faleceu esta manhã aos 80 anos num hospital de Lausanne na Suíça. Nasceu em Marselha, aos 14 anos começou uma carreira como bailarino. Ainda se formou em Filosofia, mas por aconselhamento médico deixou as ciências sociais para trás.

Esteve em Londres na Companhia Internacional de Ballet, regressou depois a Paris. A primeira Coreografia foi assinada é 1952, para o filme “Pássaro de Fogo”. Mas cedo abandonou a concepção clássica de fazer bailados nos anos 50… Considera que os artistas e as peças estavam “separados das massas”. Em 55 surge a surpresa com a “Sinfonia Para Um homem Só”.

Um dos grandes impulsos da carreira sucedeu quando funda em Londres o Bailado do Século XX, companhia à frente da qual conseguiu vários êxitos. Em 85 muda-se definitivamente para Lausanne na Suíça. Entre as obras mais recentes, destaque para Madre Teresa e Les Enfants du Monde, Ciau Federico e Zaratroustra.

Como curiosidade saiba que actuou pelo menos duas vezes em Portugal, a última em 2004, a primeira em plena ditadura. Salazar expulsou-o do país por se ter mostrado solidário com o movimento independentista das ex-colónias.