Última hora

Última hora

Julgamento de nacionalistas turcos acusados da morte de cristãos foi adiado para Janeiro

Em leitura:

Julgamento de nacionalistas turcos acusados da morte de cristãos foi adiado para Janeiro

Tamanho do texto Aa Aa

Começou mas foi logo adiado o julgamento de cinco turcos acusados do homicídio de três cristãos. A primeira sessão teve lugar hoje em Malatya, no Leste da Turquia, debaixo de enormes medidas de segurança. O julgamento prossegue em Janeiro.

O caso é acompanhado de perto pelas autoridades religiosas e consulares, daí que os representante das igrejas cristãs e do consulado alemão estivessem presentes na sala de tribunal.

Os cinco suspeitos, com idades entre 19 e 20 anos, incorrem em penas de prisão perpétua pela morte, a 18 de Abril último, de um pastor, com nacionalidade alemã, e dois cristãos turcos que se encontravam numa pequena editora evangélica de Malatya. Os suspeitos, ligados aos meios nacionalistas e detidos na cena do crime, afirmam que as vítimas preparavam um ataque contra o Islão e a Turquia.

Apenas 1% da população turca é cristã.

Perante o caso, marcado pela extrema violência, a União Europeia passou a exigir a Ancara que proteja as minorias étnicas e religiosas se quer aderir ao bloco europeu.