Última hora

Última hora

Tusk quer accionar o motor da Economia com o euro

Em leitura:

Tusk quer accionar o motor da Economia com o euro

Tamanho do texto Aa Aa

A economia será o motor do novo governo polaco liderado por Donald Tusk. Uma das prioridades do primeiro-ministro é preparar o país para a adesão ao euro cumprindo assim a promessa de campanha de conduzir uma política pro-europeia que passe pelo melhoramento das relações com a Alemanha.

O novo executivo, esta noite alvo de uma moção de confiança, é composto por membros da formação de Tusk, a Plataforma Cívica e do partido agrário centrista de Waldemar Pawlak, que hoje assinaram um acordo de coligação. Com 209 deputados num total de 460, o PO necessitava dos 31 deputados do PSL para ter maioria absoluta no parlamento.
A posse do novo governo há uma semana colocou um ponto final nas críticas que acusavam o Presidente polaco de dificultar a formação do novo executivo, uma vez que inicialmente Lech Kaczynski não aceitou alguns dos nomes propostos por Tusk, especialmente o candidato apresentado para os Negócios Estrangeiros, Radoslaw Sikorski, que acusou de incompetente.

Depois da conturbada gestão dos irmãos Kaczynski, os polacos esperam agora dias menos cinzentos para o progresso económico e social do país.