Última hora

Última hora

Monumento às vítimas da fome em Kiev

Em leitura:

Monumento às vítimas da fome em Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Um canto triste do folclore ucrâniano acompanhou em Kiev as cerimónias que assinalaram o aniversário da grande fome dos anos 1932-33 e que matou vários milhões de pessoas. O presidente ucraniano, Viktor Yuchenko liderou um pequeno cortejo de representantes políticos para depor uma coroa de flores no monumento inaugurado em memória dos mortos e aqui foi respeitado um minuto de silêncio. Segundo alguns historiadores ucranianos e ocidentais o elevado número de famintos foi intencionalmente provocado pelo então poder soviético para impedir que o movimento ucraniano independentista tomásse asas.

Desde há alguns anos Kiev procurar nas instâncias internacionais reconhecer este acontecimento como genocídio contra o povo ucrâniano um projecto fortemente contestado pela Rússia e por uma parte de russos da Ucrânia que preferem deixar a história no seu contexto, fora de julgamentos políticos.