Última hora

Última hora

Professora britânica detida no Sudão por insulto ao profeta Maomé

Em leitura:

Professora britânica detida no Sudão por insulto ao profeta Maomé

Tamanho do texto Aa Aa

Gillian Gibbons, uma professora britânica de 54 anos, está detida no Sudão por alegadamente ter insultado o profeta Maomé. Tudo começou com uma queixa de alguns dos pais dos alunos da Unity High School, em Cartum, junto do ministro da Educação.

Segundo os outros professores, Gibbons permitiu aos alunos de sete anos que escolhessem, através de votação, o nome para um urso de peluche. A maioria escolheu Maomé.

O caso está a indignar a população muçulmana de Cartum.

O imã Salah Alden Ahmed afirma: “O Islão respeita as outras religiões e permite que as pessoas exprimam as suas opiniões. Em troca, pedimos que as outras religiões e crenças respeitem as nossas opiniões e nos tratem com respeito”.

O director da escola encerrou-a até Janeiro com medo de represálias.

Espera-se nas próximas horas uma decisão sobre a acusação formal da professora. O crime de insulto ao Islão é passível de seis meses de prisão, de quarenta açoites ou de uma multa.