Última hora

Última hora

Autoridades em força na periferia parisiense para evitar terceira noite de violência

Em leitura:

Autoridades em força na periferia parisiense para evitar terceira noite de violência

Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês está determinado a evitar a repetição da violência urbana na periferia de Paris. Mais de mil polícias foram mobilizados esta terça-feira para reforçar a segurança no subúrbio de Villiers-le-Bel e arredores e as autoridades afirmam ter a situação sob controlo.

Esta noite só se registaram alguns caixotes de lixo e viaturas incendiadas na periferia parisiense. O mesmo cenário na cidade de Toulouse, a Sul, onde também foi incendiada uma biblioteca.

O primeiro-ministro François Fillon e a ministra do Interior Michèle Alliot-Marie deslocaram-se pela segunda vez ao subúrbio a norte da capital francesa, palco de confrontos entre grupos de jovens e polícias nas noites de domingo e segunda-feira.

O chefe de governo mostrou o seu apoio “aos polícias, bombeiros, médicos e todos aqueles que trabalham há três dias em condições bastante difíceis para repor a segurança na zona”. Fillon sublinhou que “o executivo está totalmente determinado a conseguir um regresso à ordem o mais rápido possível”.

Só na noite de segunda para terça-feira, os confrontos em Villiers-le-Bel resultaram em mais de oitenta polícias feridos, cinco em estado grave.

Foi neste subúrbio que, no domingo, dois jovens perderam a vida na colisão da mota onde seguiam com um carro de polícia, incidente que esteve na origem da vaga de violência.

Nas últimas horas, as autoridades efectuaram mais de uma dezena de detenções. Dois indivíduos envolvidos nos distúrbios de domingo foram já condenados a 10 meses de prisão.