Última hora

Última hora

Israelitas e palestinianos concordam iniciar negociações imediatas sob fundo de cepticismo

Em leitura:

Israelitas e palestinianos concordam iniciar negociações imediatas sob fundo de cepticismo

Tamanho do texto Aa Aa

Israel e a Autoridade Palestiniana concordaram em iniciar negociações imediatas para tentar pôr fim em 2008 a um conflito com seis décadas. O compromisso promovido por Washington e obtido na conferência de Annapolis é visto com cepticismo e enfrenta desde logo obstáculos.

O encontro não obteve o apoio explícito dos países árabes. Num tom optimista, a secretária de Estado norte-americana disse que a conferência “foi o início, e não o fim, de um novo esforço, sério e substancial, para alcançar a paz no Médio Oriente. Um trabalho difícil, que envolve riscos e sacrifícios”. Condoleezza Rice considera que ficou demonstrado “sem ambiguidade que a comunidade internacional vai apoiar totalmente o caminho escolhido”.

Mas, tal como a Arábia Saudita, a Síria afirmou que a normalização das relações israelo-árabes só é possível quando o Estado hebreu retirar dos territórios ocupados em 1967, o que inclui os Montes Golã, há muito exigidos por Damasco.

George W. Bush inaugura hoje na Casa Branca o diálogo entre o primeiro-ministro israelita e o presidente da Autoridade Palestiniana. Mas Ehud Olmert e Mahmud Abbas não deram ainda sinais de ceder nas principais divergências, como Jerusalém Leste, que os palestinianos querem como capital de um futuro Estado. Telavive vê toda a cidade como a sua capital histórica.