Última hora

Última hora

Greve dos transportes públicos em Itália contra redução do orçamento para o sector

Em leitura:

Greve dos transportes públicos em Itália contra redução do orçamento para o sector

Tamanho do texto Aa Aa

Os transportes públicos em Itália estão parados desde o início da manhã, na sequência de uma greve de 24 horas convocada pelos principais sindicatos. O protesto tem por alvo a decisão do governo de suprimir parte do orçamento de Estado destinado à restruturação do sector.

Em Roma, uma passageira afirma: “Eu concordo com as exigências, mas é uma pena que tenham de ser os cidadãos a pagar pelas medidas do governo”. A paralisação faz-se sentir nas principais cidades do país, onde autocarros, comboios, aviões e mesmo transportes funerários estão parados até ao final da tarde.

Afirma um passageiro: “fomos um pouco abandonados pelos sindicatos. A greve de hoje é um pouco teatral mas não vai mudar nada”.

Outro considera que, “eu penso que esta greve conjunta é um pouco excessiva. Seria melhor realizar paralizações separadas em dias diferentes. E ainda por cima tivemos a greve de ontem dos táxis em Roma que complicou tudo”.

Os comboios vão estar parados até às 17h, assim como os autocarros. Os aviões cumprem uma greve de 4 horas até às 15h. Os transportes marítimos, em contrapartida, vão partir com 24 horas de atraso.

O protesto surge depois dos taxistas de Roma suspenderem uma paralisação que dura desde quarta-feira na cidade, contra o aumento do preço das licenças municipais.

O edil de Roma prometeu ontem aos sindicatos, medidas a longo prazo para resolver a situação.