Última hora

Última hora

Não e Sim quase empatados no Referendo

Em leitura:

Não e Sim quase empatados no Referendo

Tamanho do texto Aa Aa

Os venezuelanos vão às urnas este domingo para referendar uma proposta de revisão de 33 dos 350 artigos da Constituição do país. Os críticos de Chávez acusam-no de querer instaurar uma “ditadura à cubana” com esta reforma que lhe permitirá, em caso de vitória do “sim”, candidatar-se indefinidamente ao cargo de Presidente da República, censurar a imprensa em caso de crise e impor uma economia de modelo socialista na Venezuela. Entre as alterações a mais polémicas está o artigo 230 sobre a reeleição presidencial sem limites.

Na véspera do referendo Hugo Chávez repetiu as suas ameaças de “desestabilizar” o mercado mundial de petróleo em caso de ofensiva norte-americana. O presidente já tinha ameaçado deixar de exportar petróleo para os Estados Unidos, num discurso proferido sexta-feira à noite no encerramento da campanha para o referendo. De acordo com a última sondagem o eleitorado está muito dividido. 46 por cento poderá votar “não”, contra 45 por cento mais perto do “sim”.