Última hora

Última hora

Putin considera "legítimo" o resultado das legislativas

Em leitura:

Putin considera "legítimo" o resultado das legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

Sem responder directamente às vozes críticas, o presidente russo defendeu a “legitimidade” das legislativas no seu país.

O partido Rússia Unida de Vladimir Putin conquistou, sem surpresas, a maioria absoluta nas legislativas de domingo.

A formação do chefe de Estado obteve cerca de 64 por cento dos votos, continuando a dominar a Duma Estatal, câmara baixa do Parlamento.

Na primeira reacção aos resultados, Putin defendeu que “a legitimidade do Parlamento russo foi indubitavelmente aumentada. (…) Os russos nunca deixarão que o país se desenvolva por uma via destrutiva, como aconteceu noutros países do espaço pós-soviético”. Acrescentou que “o sentimento de responsabilidade dos cidadãos pelo país é o indicador mais importante do reforço da Rússia, não apenas a nível económico e social, mas também político.”

A vitória eleitoral permite ao presidente manter uma influência sobre os destinos do país no fim do mandato, em Maio de 2008, mas resta saber em que termos. Os cargos de primeiro-ministro ou de presidente da Duma são os mais especulados. Mas também poderá equacionar uma alteração constitucional para concorrer a um terceiro mandato presidencial, apesar de ter dito que não fazia parte das suas aspirações.