Última hora

Última hora

Indústria da defesa na mira da Comissão

Em leitura:

Indústria da defesa na mira da Comissão

Tamanho do texto Aa Aa

Libertar o mercado da defesa é a mais recente missão das tropas de Bruxelas. A Comissão Europeia vai apresentar esta quarta-feira uma directiva que visa introduzir mais concurrência, elasticidade e transparência ao mercado de equipamentos militares.

Um dos objectivos é a a criação duma indústria forte no espaço da UE. Mas a tarefa não é fácil como reconhece Ulf Hammerström da Agência Europeia de Defesa: “As forças de mercado não vão resolver tudo, os tanques não são máquinas de lavar. Também serão necessários meios intergovernamentais. Por isso são precisos ambos, esforços comunitários e esforços intergovernamentais para criar uma indústria da defesa forte.”

A directiva pretende limitar o recurso ao artigo 296 do Tratado de Roma que permite isentar das regras da concorrência compras no campo da defesa. Compras que podem ir de aviões a copos para a messe dos oficiais.