Última hora

Última hora

Bruxelas quer melhorar assistência diplomática aos cidadãos europeus

Em leitura:

Bruxelas quer melhorar assistência diplomática aos cidadãos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

Melhorar a assistência aos europeus em deslocação ou a viver fora da União é o objectivo de uma série de propostas feitas esta quarta-feira por Bruxelas.

A Comissão Europeia quer antes de mais informar os europeus que, em caso de problemas durante uma viagem, por exemplo, podem recorrer a qualquer embaixada ou consulado de um outro Estado membro se não houver representação diplomática do seu país. Um direito conhecido por apenas 23% dos 490 milhões de cidadãos europeus.

A proposta visa também criar uma “representação diplomática comum” aos Vinte e Sete em dezenas de países onde há um ou nenhum consulado ou embaixada europeia. Em causa está também a melhoria da gestão de repatriamento de pessoas e cadáveres.

Bruxelas evoca os exemplos das crises do tsunami em 2004 e da guerra no Líbano, tendo em conta que 80 milhões de europeus partem todos os anos para países fora da União e outros 50 milhões vivem fora do espaço europeu.