Última hora

Última hora

Polícia francesa detém suspeitos de envolvimento no atentado da ETA

Em leitura:

Polícia francesa detém suspeitos de envolvimento no atentado da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia francesa deteve dois suspeitos de envolvimento no atentado da ETA que resultou na morte dois guardas civis.

As duas vítimas foram baleadas por três membros do grupo separatista basco, este sábado, na localidade francesa de Capebreton, junto à fronteira espanhola.

Os dois suspeitos, um homem e uma mulher, foram detidos em Chateauneuf-de-Randon, no sul de França.

Segundo as autoridades, o homem já tinha sido detido em 2003 no quadro de uma operação para desmantelar as infra-estruturas do grupo terrorista.

O chefe de governo espanhol afirmou publicamente a sua satisfação pela detenção dos suspeitos.

José Luis Rodriguez Zapatero felicitou a polícia e o governo franceses e as forças de segurança espanholas e exprimiu o desejo de que o terceiro membro da ETA envolvido no atentado de sábado seja detido em breve.

Um dos guardas baleados teve morte imediata. O outro foi internado no hospital de Bayonne em França. Encontrava-se em estado de morte cerebral tendo falecido ao principio da tarde.

Com a morte dos dois guardas de 23 e 24 anos eleva-se para 4 o número de vítimas mortais da ETA desde que a organização terrorista basca interrompeu o cessar-fogo com a colocação de uma bomba no aeroporto de Madrid em 2006.

Ontem milhares de pessoas participaram em Madrid em mais uma manifestação contra a ETA.
O protesto juntou os vários partidos políticos espanhóis, algo que já não acontecia desde a chegada ao poder dos socialistas, em 2004.