Última hora

Última hora

Justiça filipina decreta prisão perpétua para 14 membros do Abu Sayyaf

Em leitura:

Justiça filipina decreta prisão perpétua para 14 membros do Abu Sayyaf

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal filipino condenou à prisão perpétua catorze membros do grupo radical islâmico Abu Sayyaf, responsável pelo rapto de vinte pessoas em 2001, três das quais mortas em cativeiro.

Quatro dos réus foram absolvidos do sequestro ocorrido na estâncial balnear de Dos Palmas, na ilha de Palawan, que se prolongou por mais de um ano.

Entre os reféns – na maioria filipinos – encontravam-se três norte-americanos, um dos quais foi decapitado algumas semanas após o rapto.

As outras vítimas mortais foram uma enfermeira filipina e um missionário norte-americano, que perderam a vida durante uma intervenção do exército filipino em Junho de 2002.

Abu Sayyaf é a mais pequena mas também a mais violenta das organizações separatistas muçulmanas que operam no Sul do país, de maioria católica.

Formado em 1991, integra elementos que lutaram na guerra do Afeganistão contra a União Soviética.