Última hora

Última hora

Líderes africanos e europeus adoptam Estratégia UE-África

Em leitura:

Líderes africanos e europeus adoptam Estratégia UE-África

Tamanho do texto Aa Aa

Foi num ambiente de boa disposição e optimismo que terminou a II Cimeira UE-África, este domingo, em Lisboa. 70 chefes de Estado e de governo da União Africana e da União Europeia marcaram presença neste segundo encontro ao mais alto nível entre os dois continentes.

Na declaração final, Jonh Kufuor, chefe de Estado do Gana e presidente em exercício da União Africana afirmou que “após dois dias de negociações exaustivas foi adoptada a Estratégia União Europeia-África, que é um marco nas relações entre os dois continentes.”

O presidente em exercício da União Europeia e anfitrião desta cimeira, José Sócrates fez questão de “sublinhar que cumprimos nesta cimeira todos os grandes objectivos a que nos tínhamos proposto.”

A primeira cimeira UE-África decorreu no Cairo, a capital egípcia, em Maio de 2000, mais uma vez durante a presidência portuguesa da União Europeia. Esta segunda cimeira devia ter-se realizado em 2003, razão pela qual os membros da União Africana pediram para que os representantes dos dois continentes se reúnam com maior frequência.

Outro destaque deste fim-de-semana foi a presença do presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, que esteve na origem do boicote do primeiro-ministro britânico Gordon Brown. O seu homólogo líbio Muammar Khadafi foi também outra das figuras da cimeira. Khadafi propôs que a próxima reunião entre UE e UA se realize na Líbia.