Última hora

Última hora

Província de Bassorá passa para controlo iraquiano quase cinco anos depois da invasão

Em leitura:

Província de Bassorá passa para controlo iraquiano quase cinco anos depois da invasão

Tamanho do texto Aa Aa

As tropas iraquianas aproveitaram a passagem de poder na província de Bassorá para fazer a maior parada militar desde os tempos do regime de Saddam Hussein. Os britânicos entregaram, este domingo, o controlo da província aos iraquianos numa cerimónia no aeroporto de Bassorá.

O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, David Miliband, deslocou-se ao Iraque para assistir ao que diz ser um avanço importante. Enquanto o comandante das tropas de Sua Majestade, o general Graham Binns, preferiu destacar os avanços feitos no treino e a confiança que deposita nos 30 mil polícias e soldados iraquianos que a partir de agora são responsáveis pela segurança e estabilidade da região.

Para as autoridades locais este domingo entrou para a história.

Bassorá é a quarta e última província do Sul do Iraque a passar para as mãos dos britânicos para as dos iraquianos. Mas é a mais rica e populosa das nove, num total de 18, já sob controlo de Bagdade, que enfrenta agora um verdadeiro teste.

Bassorá tem estado afastada da violência inter-religiosa, mas é palco de uma luta de poder entre facções xiitas rivais. Junto com Missane produz 70% do crude iraquiano e pelos seus portos passa 80% das exportações de petróleo do país.

A cerimónia deste domingo põe fim a quase cinco anos de presença britânica, considerada negativa pela maioria da população.

Até final de Março 2008, Londres quer reduzir para metade o contingente de cinco mil homens. Os que ficam vão dedicar-se a missões de treino e de auxílio esporádico às tropas iraquianas.