Última hora

Última hora

Justiça francesa condena ex-prisioneiros de Guantânamo

Em leitura:

Justiça francesa condena ex-prisioneiros de Guantânamo

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça gaulesa considerou cinco dos seis ex-prisioneiros franceses de Guantânamo culpados de associação criminosa em relação com actividades terroristas.

O tribunal correccional de Paris condenou Brahim Yadel, em quem recaiam as principais acusações, a cinco anos de prisão, quatro dos quais com pena suspensa. Outros quatro arguidos foram condenados a quatro anos atrás das grades, três com pena suspensa.

O sext arguido foi absolvido pelo tribunal. Nenhum dos condenados regressa à prisão já que estiveram detidos preventivamente mais de um ano. Foram todos capturados em finais de 2001 e estiveram detidos em Guantânamo até 2005, altura em que foram enviados para Paris, onde aguardavam o fim do processo.

Também esta quarta-feira, foram repatriados três de cinco prisioneiros de Guantânamo que residiam legalmente no Reino Unido antes de serem detidos.