Última hora

Última hora

Espaço Schengen começou a alargar-se

Em leitura:

Espaço Schengen começou a alargar-se

Tamanho do texto Aa Aa

Áustria e Eslováquia deram o pontapé de saída para as comemorações do alargamento do Espaço Schengen. O chanceler austríaco e o primeiro-ministro da Eslováquia, ajudado pelo seu presidente, serraram a cancela da fronteira que separa os dois países. Um acto simbólico que marca o fim das fronteiras entre 24 Estados e significa a liberdade de circulação de pessoas, bens e capitais para 400 milhões de cidadãos.

Os líderes festejaram o momento com um brinde. Para os países do Leste da Europa, ele representa a última etapa do desmantelamento da Cortina de Ferro.

A partir da meia-noite desta sexta-feira, nove países juntam-se aos 15 do Espaço Schengen. É a abolição das fronteiras, que permite viajar sem passaporte ao longo dos quatro mil quilómetros que ligam Talin, na Estónia, a Lisboa.

Noutros locais, a data também foi comemorada por antecipação. É o caso da fronteira entre a Áustria e a Húngria. Os dois países criaram mesmo um banco a assinalar a antiga fronteira.

O alargamento do Espaço Schengen será celebrado ao longo de três dias, nos oito antigos países comunistas (Estónia, Letónia, Lituânia, Eslovénia, Eslováquia, República Checa, Polónia, Hungria) e na ilha de Malta.